db89 Trotter

16/02/2011

Rodrigo Ribeiro Ulson, também conhecido por Trotter, é um dos maiores nomes na cena downbeat brasileira. Com um set variante de nujazz, nufunk e breakbeat, Rodrigo investe seu tempo na produção musical, lançando faixas pelo selo grego Timewarp e também pelo Royal Soul, selo nacional que ele mesmo criou. Suas músicas já foram remixadas por nomes como All Good Funk Alliance, B Team, Quasamodo, Danny Massure, Umbo & Balatz, Afternoon in Stereo, Phunk Dub e Shantisan.
Neste set gravado para o deepbeep, ele faz uma reunião do que há de melhor em seu arquivo musical, mostrando também uma prévia do que se verá na próxima sexta-feira (18) no (NO)MONDAYS!, já que foi escalado para aquecer o público deste festival que, dentre outros artistas, receberá a banda LCD Soundsystem. Falando nisso, tem promoção de ingressos rolando por aqui!
Confira abaixo nossa entrevista com Trotter.

***

Fale sobre o set, que linha ele segue e como você o compôs?

Fiz uma seleção de músicas baseado em algumas produções minhas, misturadas com músicas de artistas que eu gosto e amigos produtores que lançaram músicas na minha gravadora ou que ainda vão lançar. E mais algumas clássicas da gravadora que também represento, a grega Timewarp Music.
A primeira música é um remix meu para o britânico Total Cult, vamos lançar este EP agora em abril e já temos suporte de grandes nomes da cena, como Kraak & Smaak.

Quando surgiu seu interesse por downbeat? Quais suas influências e referências?

Sempre gostei de Jazz, Bossa, Reggae e música eletrônica também, desde pequeno já frequentava boates, adorava e adoro as clássicas da dance music, me vejo ainda em 1994 nos clubs aqui de SP, na matinê, bons tempos.
Fui morar na Nova Zelândia em 1997 e tive o primeiro contato com a cena Trance de lá, gostei do jeito que eles faziam um reggae psicodélico por lá naquele tempo, achei que tinha algo muito bacana nisso.
Depois tive a sorte de estar em Viena em janeiro de 1999, comprei alguns discos da G-Stone, Vienna Scientists etc., foi uma época de ouro para o downbeat! A partir daí Viena foi meu “norte”, até que o som retornou aos EUA e fiquei fascinado com Nickodemus & Mariano, Baby Mammoth, Trio Eletrico e Boozoo Bajou. Fort Knox Five e AGFA vieram logo em seguida e estou nisso até hoje, Nufunk, Nujazz, Nudisco.
Abri em 2006 minha própria gravadora, a Royal Soul Records, e aqui no Brasil somos pioneiros.

Você faz parte do selo grego Timewarp Music; como isso rolou?

Timewarp Music é uma das gravadoras mais ativas que eu conheço neste segmento, eles estão agora com 78 releases, é muita coisa! Sempre gostei deles, tinha todos os lançamentos em 2006. Eu já produzia desde 2000 e já tinha lançado músicas em várias gravadoras na Europa, como na Indica Musica (Itália), Chillososphy (Suécia), e dois EPs pelo selo nacional Lo Kik. Como já possuia uma bagagem como produtor, ficou mais fácil, mandei alguns promos para o e-mail que eu tinha da Timewarp Music e eles entraram em contato comigo. Sou muito grato ao Angelos Stoumpos, ele acreditou em mim e me deu oportunidade, isso é o mais fundamental! Estou com eles há quase 5 anos, tenho muito respeito pelo selo e fico muito feliz por poder participar de tudo isso.

E o seu próprio selo, Royal Soul, ele traz coisas diferentes em termos de som ou de artistas? Algum lançamento em vista?

Sempre busco essa pegada Jazzy Funky Disco, até agora temos 14 releases digitais, um disco de vinil 12″ e um CD, Royal Soul Lounge. Diferente é uma questao de ponto de vista, para nós isso é o normal. Somos assim , evitamos fazer algo que não venha de nós mesmos, tentamos ser autênticos. Além dos produtores, tenho fantásticos DJs nas mais influentes capitais do Brasil como em São Paulo o Trotter, Phunk Dub, Zel, Tabalipa, Emanuel (R&A), em Curitiba o Schasko, em Goiânia o Angelo Martorell, em Belo Horizonte o Yubaba e o Pedro Gomide, no Rio de Janeiro o Joca San.
Nosso último lançamento, Trotter – Back in Time Remixes, ficou em primeiro lugar no chart do Juno por um bom tempo. Já o remix do inglês Kool Hertz ficou em primeiro lugar nas recomendações da loja virtual JunoDownload na parte de Brokenbeat e Nujazz. Um super incentivo, sem dúvida! Agora temos 9 releases pela frente. Nosso segundo CD está saindo logo mais também, o Royal Soul Lounge Vol.2 / Club Rio.

O que você gosta de escutar quando não está pesquisando ou produzindo?

Sempre escuto Reggae, adoro Gladiators. Mas como sou workahollic, sempre me pego voltando a escutar as minhas músicas e produções de amigos! Meu gosto é bastante variado, de Noel Rosa a Punk Rock americano. Dou chance à música, tenho uma idade musical que me deixa fazer isso, antigamente não era assim, hoje sou mais flexível.

Projetos atuais e planos futuros.

Muitas coisas rolando, em dezembro lancei meu último EP, Trotter – Pool Party (Timewarp Music). A crítica foi muito boa, estou feliz com o desempenho deste EP. Fiz uma ótima tour entre dezembro e janeiro pela Bahia e por São Paulo com All Good Funk Alliance (EUA), foi muito bacana! Agora, em fevereiro, estou lançando um remix para o canadense Afternoons in Stereo, pela Timewarp Music. Tenho minha noite no espaço ID que se chama NUGROOVES, este ano vamos completar 8 anos, com certeza é a noite mais tradicional de Nufunk e Nujazz que eu conheço no Brasil. Comecei minha nova residência como DJ no Club Josephine, um club super bacana de Washingtown DC (EUA) que abriu uma filial aqui em São Paulo. Vamos ter a festa Tribe também em julho, eu organizo o The World Stage desde 2001, estamos bolando algo legal, mas tudo é projeto ainda, vamos torcer.
Vou lançar um remix para o BTeam (Side Project do All Good Funk Alliance), para a faixa “You Wild”, que vão lançar em vinil pela gravadora Super Hi-Fi (EUA); além do meu remix vai ter AGFA Remix e Neighbour Remix. Em agosto vou para minha segunda Tour na América do Norte, toco no Shanbhala Festival (Canada/BC) na sexta-feira à noite no Main Stage, junto com Fort Knox Five, All Good Funk Alliance, Ursula 1000 e Deekline. Depois vou para Washingtown DC (EUA) para mais uma gig e, logo em seguida, vou para o Burning Man 2011, no deserto de Nevada (EUA). Muta coisa boa, espero que tudo se realize!

Agradecimentos
Felipe Novaes – Movimento Comunicação
Cadu Dias – Carambola Records

comente

  1. avatar

    Trotter disse em 27 de junho de 2011

    Valeu galera !!!
    Grande abraço !!!

avatar

db89 Trotter
ouça na radio

tracklist

01 – Total Cult – Nice Disco (Trotter Remix) – Royal Soul Records
02 – Kool Hertz – Summertime – Promo
03 – GPA – Pleasure Player – Promo
04 – Slynk – Lady Pepper Groove – Promo
05 – The Sly Players – On teh Hook (The Captain Remix) – EDR records
06 – DJP – Juice – Promo
07 – Niko – Party Breaks (part 2) – Promo
08 – Shalamar – Make That Move (BTeam Super Edit)
09 – Trotter & Neighbour – Spirall – Royal Soul Records
10 – DJ Axe – Im Gonna – Promo
11 – DJ Day – Gone Bad – Melting Pot Music
12 – Trotter – Back in Time (Kool Hertz Remix) – Royal Soul Records
13 – DJ Kid Stretch – Get Away – Good Groove
14 – DJ Kid Stretch – Dreamin of You – Promo
15 – Discofari – Funky Bonner – Promo
16 – Umbo & Balatz – Pump It (Trotter Remix) – Timewarp Music
17 – All Good Funk Alliance – I Dont Care if its Your Birthday – Promo
18 – The Breakbeat Junkies – Latin Brit – Promo
19 – Neighbour – Summertime Girls – Promo
20 – Trotter – At the Pool – Timewarp Music
21 – Yollanda Be Cool – Afronuts (DCUP Remix) – Promo

acompanhe